Real Jardim Botânico

Real Jardim Botânico

Com mais de 5.000 espécies de plantas distribuídas ao longo de quatro andares, o Real Jardim Botânico de Madrid é um agradável pulmão verde localizado ao lado do Museu do Prado.

O jardim no passado

Fundado em Manzanares em 1755, por ordem de Fernando VI, o Real Jardim Botânico foi trasladado posteriormente ao local atual, junto ao antigo Museu de Ciências Naturais, onde anos mais tarde se instalaria o Museu do Prado.

As expedições científicas ao longo da Europa acumularam numerosas espécies vegetais. Somando-se a isso o intercâmbio de plantas com outros jardins botânicos, a instituição espanhola se tornou uma das mais importantes da Europa no começo do século XIX.

No início, o jardim tinha a função principal de uso na medicina, ainda que durante os meses de primavera e verão se convertesse em um lugar fresco e agradável, frequentado pela alta sociedade que buscava um refúgio durante os dias mais quentes.

Durante a Guerra da Independência, o jardim sofreu anos de abandono, até que, em 1857, foi alvo de importantes reformas, incluindo a instalação de um zoológico, transferido mais tarde para o Retiro e que se converteria na Casa das Feras.

Após passar por mais décadas de abandono, o local foi declarado Jardim Artístico e Monumento Nacional. Em 1974, começaram as obras de restauração que lhe devolveriam o aspecto original.

O jardim botânico hoje

Atualmente, o Real Jardim Botânico conta com mais de 5.000 espécies de plantas e árvores diferentes, e oferece numerosas exposições e atividades em suas instalações.

O jardim conta com quatro andares escalonados ao longo dos quais se distribuem as diferentes espécies. Na zona superior, localizada após o pavilhão em que se realizam exposições temporais, encontram-se algumas coleções especiais, como os bonsais doados por Felipe González, ex-presidente de governo do país.

O segundo nível, de estilo romântico, conta com um tanque e duas estufas, enquanto o seguinte tem uma coleção vegetal que traça um percurso das plantas mais primitivas até as mais evoluídas.

No andar mais baixo e amplo do jardim, encontram-se as plantas mais vistosas e ornamentais, além das plantas medicinais, aromáticas e frutíferas.

Horário

De novembro a fevereiro: de 10:00 a 18:00 horas.
De maio a agosto: de 10:00 a 21:00 horas.
Março e outubro: de 10:00 a 19:00 horas.
Abril e setembro: de 10:00 a 20:00 horas.

Preço

Adultos: 4€.
Estudantes: 2€.
Menores de 10 anos: entrada gratuita.

Transporte

Metrô: Atocha (línea 1) y Banco de España (línea 2).
Ônibus: líneas 1, 2, 3, 4, 5, 6, 9, 10, 14, 15, 19, 20, 26, 27, 32, 34, 37, 45, 51, 52, 53, 59, 85, 86, 202, C1 y C2.